Dr. Luciano Rotella

Clicar nas perguntas para obter as respostas.

Garganta

Quais são as causas mais comuns da RGE?

As causas mais comuns de RGE são os fatores que reduzem a pressão do esfíncter esofágico inferior, e incluem a hérnia de hiato e uma série de substâncias como a gordura da dieta, chocolate, balas, tabaco, etanol e muitas drogas. Outras causas menos comuns incluem a motilidade esofágica anormal, esvaziamento gástrico tardio, pressão intra-abdominal aumentada e hipersecreção gástrica.

Print Friendly

Como o RGE é tratado?

O tratamento tem três fases:

1. Modificação do estilo de vida, incluindo a elevação da cabeceira da cama em 15-20cm, perda de peso, evitar o excesso alimentar e evitar a ingestão de alimentos ao deitas. O tabaco, álcool e cafeína devem ser eliminados.
2. Terapia farmacológica, incluindo bloqueadores H2 (i. e., ranitidina) ou inibidores da bomba de prótons (i. e., omeprazol).
3. Se estas tentativas falharem, a cirurgia pode ser considerada (fundoplicação de Nissen).

Print Friendly

O que é rouquidão?

Rouquidão é um termo vago que os pacientes usam frequentemente para descrever uma alteração na qualidade da voz, variando do engrossamento da voz à voz fraca. Porém, o termo pode refletir anormalidades de qualquer ponto do trato vocal, da cavidade oral aos pulmões. Idealmente, o termo rouquidão refere-se a uma disfunção laríngea causada por vibração anormal das cordas vocais.

Print Friendly

A laringoscopia com fibra óptica parece ser muito simples. Quais as suas vantagens e desvantagens em relação à laringoscopia direta?

A vantagem primária é a simplicidade e conforto para o paciente. O procedimento é facilmente realizado no consultório e fornece uma boa visão da laringe. Este procediemto é desvantajoso pois uma cabo de fibra óptica é usado, e a visão da laringe não é tão boa como um telescópio de Hopkins ou visualização direta, com ou sem microscópio. Embora não impossível, a biópsia ou injeção na corda vocal são mais complexas via laringoscopia por fibra óptica, e otras manipulações cirúrgicas, por exemplo dilatação, são quase impossíveis.

Print Friendly

Qual a função das amígdalas e adenoides?

As amígdalas e adenóides são estruturas linfóides; assim, desempenham um papel na imunologia e defesas do hospedeiro, especificamente do trato aerodigestivo. Seu papel completo é desconhecido. Porém, estas estruturas desmontraram estar envolvidas na produção de anticorpos e, mais notavelmente, na produção de IgA secretora, a qual desempenha um importante papel nos mecanismos de defesa mucosos.

Print Friendly

Quais são as indicações definidas para Amigdalectomia?

  • Apnéia do sono obstrutiva ou cor pulmonale
  • Tonsilite resultando em convulsões febris
  • Neoplasia maligna ou suspeita de neoplasia maligna
  • Sangramento tonsilar persistente ou recorrente
Print Friendly

Quais são algumas indicações propostas da amigdaligdalectomia eletiva?

  • Tonsilite recorrente aguda ou crônica
  • Abcesso peritonsilar
  • Dor de garganta recorrente
  • Infecções recorrentes do trato respiratório superior
  • Adenite cervical
  • Tonsilolitíase
  • Distúrbios na alimentação ou deglutição
  • Anormalidades orofaciais e dentárias
  • Halitose
Print Friendly

Quais são algumas indicações propostas da adenoidectomia?

  • Doença recorrente ou crônica do ouvido médio
  • Hipertrofia adenóide obstrutiva
  • Apnéia do sono
  • Respiração bucal obrigatória ou ronco
  • Adenoitide recorrente, aguda ou crônica
Print Friendly

Co quantos episódios de Tonsilite um paciente deve ser considerado para cirurgia?

  • 7 infecções em 1 ano (não necessariamente infecções positivas para estreptococos)
  • 5 infecções/ano por 2 anos consecutivos
  • 3 infecções/ano por 3 anos consecutivos
  • >2 semanas de faltas á escola ou trabalho em um ano qualquer
Print Friendly

As amígdalas e adenóides pode crescer novamente?

Se nem todo o tecido linfóide é removido durante a amigdalectomia e adenoidectomia, o tecido residual pode se hipertrofiar e novamente causar sintomas.

Print Friendly

Qual a função primária do sistema imune?

O sistema imune diferencia o que pertence ao corpo do que não pertence. Enquanto reconhece e protege os componentes corporais, identifica e elimina qualquer elemento estranho ao corpo. Esta função é desempenhada pelas células (macrófagos, monócitos, mastócitos, linfócitos, neutrófilos, eosinófilos, basófilos) e moléculas que elas produzem (imunoglobulinas, linfocinas, interleucinas, interferons).

Print Friendly
Print Friendly