Dr. Luciano Rotella

O tratamento clínico dos distúrbios respitratórios do sono se baseia em :

Medidas Gerais ou Higieno ambientais

· Redução do peso

· Compensar doenças endócrinas associadas (hipotireoidismo, acromegalia)

· Evitar substancias sedativas (álcool, tranqüilizantes e principalmente benzodiazepínicos)

· Evitar o decúbito dorsal

· Medidas antirefluxo quando necessário

 

Aparelho de Pressão Positiva em Via Aérea Superior (PAP)

· Adaptação de CPAP ( Aparelho que gera e direciona o fluxo de ar contínuo através de um tubo flexível para uma máscara aderida firmemente à face do paciente (máscara nasal ou oro – nasal), onde a resistência expiratória é determinada por fenestrações na máscara. Quando a pressão positiva passa pelas VAS, cria-se um coxim pneumático e o palato mole se projeta sobre a base da língua promovendo uma dilatação de todo trajeto das VAS, ou seja, desobstruindo a VAS.)

· Adaptação de CFLEX

· Adaptação de BIPAP

· Indicação de Servo

 

Aparelho Intra – Oral

Os Aparelhos Intra Orais são uma alternativa para esses tratamentos. Eles são um tipo de dispositivo utilizado durante o sono e possuem o objetivo de prevenir o colapso entre os tecidos da orofaringe e da base da língua, reduzindo assim a possibilidade de obstrução na via aérea superior, dando ao paciente não somente o alívio ou solução dos sinais e sintomas clínicos da doença, como ronco e sonolência excessiva diurna, mas também normalizando os resultados polissonográficos. Esses aparelhos são uma alternativa para o tratamento clínico, não invasivo, e promovem resultados favoráveis em um curto período de tempo. São dispositivos simples, portáteis e facilmente aceitáveis por parte dos pacientes.

Atualmente há inúmeros aparelhos com desenhos e materiais diversos e se encaixam em duas categorias: aparelhos reposicionadores mandibulares e aparelhos retentores linguais. Os benefícios do tratamento com AIO incluem desde pacientes com ronco e sem apnéia até aqueles que possuem Síndrome da Via Aérea Superior e Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono, principalmente em quadros mais leves.

O AIO é indicado para pacientes que possuem Apnéia leve à moderada ou ronco primário. Mas pode também ser indicados nos casos em que os pacientes com Apnéia moderada e grave não aceitam ou não aderem ao tratamento com CPAP, e também como coadjuvantes do tratamento cirúrgico. Sempre com o intuito de melhorar a qualidade de vida e diminuir as morbidades que podem ser causadas por esses distúrbios.

Print Friendly